A solução perfeita para conflitos judiciais

Somos uma LawTech que atua na soluções de conflitos judiciais e extrajudiciais com seus consumidores e funcionários, sempre pensando na manutenção dos clientes e na preservação da imagem da empresa.

Promovemos uma rápida negociação entre as partes, através de uma solução digital. Acombinação perfeita entre inovação, tecnológica, serviços e integração com o seu negócio.

Vantagens para sua empresa

Redução de custos

  • Despesas processuais;
  • Honorários advocatícios;
  • Otimização de equipe interna.

CONVENIÊNCIA

  • Eficiência no encerramento  da demanda;
  • Acesso de qualquer dispositivo, lugar ou hora.

Melhor controle

  • Fluxo de acordo definido;
  • Redução da atividades administrativas;
  • Centralização dos processos.

marketing

  • Melhoria geral da imagem;
  • Boa reputação.

RESPEITO AO CONSUMIDOR

A Melhor Acordo é uma empresa independente e é contratada por empresas para resolver problemas de relacionamento com os seus clientes e funcionários, de forma prática e digital. Não estamos interessados apenas em defender a empresa. Estamos interessados em boas relações entre indivíduos e empresas.

Somos uma empresa Brasileira com operação em todo o território nacional e com certificado de segurança que valida o nossa solução ( SSL-EV )

Como funciona

Nossos resultados

 
até
0%
REDUÇÃO DE HONORÁRIOS E DESPESAS Processuais
até
0%
CASOS COM ACESSO AO MELHOR ACORDO
até
0%
acordos celebrados
até
0%
de contrapropostas

FIQUE POR DENTRO

de assuntos que são importantes para você.

Acordos judiciais – Qual o Impacto na Reputação do seu Negócio?

É comum ouvirmos que a propaganda é a alma do negócio. Logo, ter uma imagem de confiança e […]

Quais são os impactos das LawTechs para o mercado jurídico no Brasil?

O mercado judiciário brasileiro é enorme e apresenta uma demanda ainda maior de processos a serem concluídos. Para […]

Quatro passos para uma startup praticar um capitalismo mais consciente

Se você se considera um capitalista? Certamente se você está empreendendo, pode até não se considerar capitalista, mas […]